Marketing Arte


Até bem pouco tempo entendia-se que no marketing e em suas disciplinas não havia espaço para a arte. No caso, a arte entendida como exercício da expressão e dos sentimentos por si só não comprometida com expectativas de vendas e que não se conforma com padrões.
O insight dos últimos anos do universo de negócios é que valores artísticos, como design-arte, personalização, despadronização e o não-convencional vendem bem. São verdadeiros hits contemporâneos os produtos temporários e as lojas sazonais – exemplos de ruptura e descontinuidade normalmente encontrados na arte.
São sucesso de vendas embalagens e linhas de produtos concebidas por estilistas e designers claramente autorais – direito que antigamente só era concedido à expressão artística. Tornaram-se febre os hotéis em que os quartos são criados por diferentes artistas, todos diferentes entre si, como também coleções e imóveis em que o consumidor customiza o que compra – exemplos de personalização e de ruptura encontrados na arte.
Então, marketing hoje é uma disciplina artística, o que significa, em essência, não-conformidade e capacidade visionária.
Beth Furtado - Consumo & amp; Inovação - 02/12/2009
mundodomarketing.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...